As cinco perguntas que um líder deve fazer a si mesmo. - Blog de Maurício Louzada - Mauricio Louzada

Busca
Palestras Motivacionais
Palestrante Motivacional TOP5
(Top of Mind de RH 2017)
Ir para o conteúdo

Menu principal:

As cinco perguntas que um líder deve fazer a si mesmo.

Publicado por Maurício Louzada em Para o Trabalho · 11/5/2015 22:53:00
Grande parte dos líderes que atuam nas empresas não receberam qualificação adequada para exercer cargos de liderança. Na grande maioria eram pessoas que atuavam com destaque em suas áreas, e em dado momento, a necessidade de um novo líder surgiu como uma oportunidade de alcançar mais um degrau na vida profissional. 

Muitas vezes este líder “nomeado” não tem certeza se está no caminho certo, se suas ações e atitudes estão corretas e como devem ou não se relacionar com sua equipe. Um bom líder, convicto de suas ações, é fundamental para que uma empresa possa motivar e reter talentos. Sempre digo que a maior parte das pessoas que pedem demissão não estão abandonando necessariamente as empresas. Na maior parte das vezes estão, na verdade, abandonando seus líderes. Por isso, proponho 5 perguntas que todo líder deve fazer sistematicamente a si mesmo. Elas servirão como elementos balizadores da percepção da sua própria liderança.

1)      Minha equipe realmente torce por mim?
 
Um líder precisa ser querido por sua equipe. A liderança é uma atividade que pressupõe relações humanas e, obviamente, elas são mais fáceis quando sentimentos de estima, apoio e confiança se fazem presente. Recentemente ouvi alguém dizendo em uma palestra que o que vale para o líder é entregar resultados e que se ele assim o faz, não precisa ser querido por sua equipe. Essa me parece uma afirmação um tanto quanto contraditória. Um líder não consegue entregar resultados sozinho; ele precisa da sua equipe. Quando há um bom relacionamento, quando o líder é querido pela sua equipe, a mesma terá mais empenho e dedicação para a entrega de resultados. Em outras palavras, um bom relacionamento é um elemento catalisador dos resultados porque as pessoas passam a fazer com mais dedicação e motivação.

Ninguém consegue produzir de fato, quando há o “líder da nuvem carregada” – aquele que quando chega traz uma tempestade junto consigo.

Portanto, ser querido pela equipe é fundamental para que o líder possa aproveitar o potencial máximo de seus liderados.
 
2)      Eu realmente confio na minha equipe?
 
Expectativas positivas geram resultados positivos. O líder deve deixar claro para sua equipe o quanto confia nela. Deve fazer isso através de ações e não somente através de palavras, delegando de forma adequada, cobrando de forma assertiva e promovendo feedbacks focados em resultado. Se não se sente à vontade com sua equipe e acredita que ela não é capaz de “dar conta do recado” algo urgente precisa ser feito.
 
Ter as pessoas certas e coloca-las nos lugares certos é fundamental para que um trabalho traga resultados ao longo do tempo.
 
3)      Eu consigo deixar claro os objetivos a serem alcançados e engajar minha equipe neles?
 
Nenhum ser humano quer sentar atrás de uma mesa, trabalhar de mau humor e esperar o salário chegar. As pessoas querem fazer parte de um propósito maior e assim perceberem o sentido real do seu trabalho. Quando se envolvem com este propósito, há uma clara redução do absenteísmo e cada um começa a entender melhor seu papel na organização. O líder deve repetir tantas vezes quantas forem necessárias: “Este é o nosso objetivo, essas são nossas metas e esse é o caminho que faremos para chegar lá”.
 
A verdadeira liderança é aquela que mantém as pessoas unidas em torno de grandes objetivos e metas. Quando as pessoas se sentem assim, elas agem porque conhecem os seus propósitos e não porque estão sendo pagas para fazer algo que não as realiza.
 
4)      Eu me sinto movido por desafios?
 
A liderança é uma atividade que exige automotivação e disposição para enfrentar novos desafios continuamente. Por mais dedicação e esforço que se coloque em uma atividade, assim que ela terminar com um resultado surpreendentemente positivo, imediatamente haverá um novo desafio esperando. Em outras palavras, após um sucesso, o líder deve estar preparado para imediatamente começar tudo de novo com outros objetivos.
 
Por ser a força motriz que impulsiona as organizações, o líder deve perceber em si mesmo os desafios que a organização na qual está inserido enfrenta. Inovação, redução de custos, alta performance, segurança e maior competitividade são apenas alguns dos desafios que movem as empresas, e por consequência, devem mover seus líderes.
 
5)      Eu sou apaixonado por deixar marcas?
 
O líder deve entender que seu cargo é transitório. Ele não é dono da posição que ocupa e que em algum momento ele terá que abandona-la. Frente à promoção para um cargo maior, à mudança de emprego, aposentadoria ou alguma outra situação, este líder entregará sua posição para um sucessor.
 
Por isso, sempre deve ter em mente: “Eu posso escolher se vou ser mais uma pessoa que passou por este cargo ou se vou deixar uma marca indelével”.
 
A liderança é também uma oportunidade ímpar para deixar uma marca na organização em que atua e na sua própria vida. Uma oportunidade que não se pode perder.
 
(Permitida a reprodução, desde que citado o autor: Maurício Louzada)



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal